sexta-feira, junho 09, 2017

Laura Cardoso pede mais oportunidades para os veteranos e elege atrizes com futuro na TV

Aos 89 anos, Laura Cardoso segue na ativa e com destaque na TV. A veterana atriz, que esteve recentemente no ar na novela “Sol Nascente”, ressaltou, em entrevista à revista “Veja”, que só vai parar de trabalhar quando morrer.

Uma das mais produtivas atrizes da televisão brasileira — com participação em treze projetos nos últimos dez anos — , Laura lamentou o fato de nem todos os atores veteranos possuírem a mesma oportunidade de trabalhar com frequência na TV. “Tenho sorte nesse sentido, junto com Fernanda (Montenegro), Nicette (Bruno), Nathalia (Timberg). Queria que tivesse mais oportunidade para todos — se a pessoa está produzindo, bem de saúde, merece trabalhar. Não acho que seja preconceito, mas talvez um esquecimento”, disse.

A atriz ainda avaliou o atual momento da TV. “Estou achando que a televisão não está em um bom momento no quesito qualidade. Isso em todas as emissoras”, falou Laura, revelando ainda que é um tanto perfeccionista no seu trabalho: “Sou muito autocrítica. Ainda erro muito, a gente nunca acaba de aprender”.

Feminista “desde menina”, a veterana comentou sobre o caso recente envolvendoJosé Mayer e uma figurinista da Globo. “A gente é colega. Foi infeliz. Eu nunca vi nada e ele nunca me faltou com o respeito. Mas achei que foi infeliz e estou do lado das colegas, ‘mexeu com uma, mexeu com todas’. E ponto final”, declarou.
Por fim, Laura elegeu as três atrizes da nova geração que têm futuro na televisão brasileira: Cleo PiresPaolla Oliveira (no ar em “A Força do Querer”) e Ingrid Guimarães (no ar em “Novo Mundo”).

Fonte: Ponto Zero

Festival de quadrilhas de São paulo do Potengi

Resultado de imagem para junina brilho potiguar
Foto da internet
Estou bem triste com a notícia de que São Paulo do Potengi não terá (?) quadrilha junina esse ano. Que o festival de quadrilha não vai acontecer. É bem complicado uma cidade do nordeste onde a tradição dos festejos juninos são tão fortes não acontecer nada. É estranho. É como se não fizéssemos parte da cultura nordestina. Que pena. Porém não adianta culpar apenas gestores públicos, é preciso que a classe artística do município se una, se reúna e crie mecanismos para a promoção cultural, sair dessa cultura de pedinte e passar a exigir condições de trabalho, de financiamento. Os custos são altos, mas através de leis de incentivos é possível sairmos dessa inercia e termos força para cobrar, para exigir, para lutar por uma produção cultural realmente eficaz e profissional. Não terá futuro também se o artista não buscar se profissionalizar, estudar.
Fazer cultura é muito mais do que tocar um instrumento ou cantar bonitinho. Fazer cultura é antes de tudo entender o complexo mecanismo da história do povo, de suas tradições e de seus costumes, é se debruçar em pesquisas para poder entender o significado de cada signo, cada simbologia.
Cultura não é, nunca foi e nem será prioridade de político nenhum, cultura deve ser prioridade de artista. Enquanto não nos unirmos em busca de uma produção coletiva nada acontecerá.
Espero ainda que um dia apareça um gestor que verdadeiramente conheça e valorize a cultura como instrumento de transformação, e não como um gasto que gera visibilidade.
A cultura de são Paulo do Potengi ao que parece voltou a alguns anos atrás, não tem valorização nem ninguém que brigue, que faça a diferença. Desejo que ao menos os espetáculos de teatro continuem, que a semente do boi que implantei continue, que outras coisas surjam mas sem ser arrogante ou prepotente, não creio.
É muito dolorido para mim que a vida inteira briguei para fazer arte na minha terra tenha hoje que estar atuando em outro município, quando eu só queria estar na minha cidade, porém artista tem compromissos, tem uma família e tem contas a pagar. Mas infelizmente parece que o mundo entende que somos seres celestiais e que nos alimentamos do aplauso, que temos obrigação de trabalhar de graça e nos contentar com tapinhas nas costas. Acordemos classe, acordemos e vamos a luta. ORGANIZADOS.
Quando surgir um político inteligente que queira deixar um nome realmente na história da cidade esse político irá convocar a classe, chamar para um a conversa, elaborar um plano de ação, instituir leis, submetê-las a votação e PROMOVER CULTURA junto com os artistas. Esse terá meu voto.

Espero que o São João do Potengi aconteça e que possamos manter a tradição junina na nossa cidade.

Rosinaldo Luna 

sexta-feira, maio 12, 2017

Falecimento de Seu Pedro.

Muito triste hoje em tomar conhecimento da partida do Seu Pedro, mordomo do teatro Alberto Maranhão. Sempre muito atencioso com os artistas que trabalhavam ali, os famosos e os desconhecidos. Sempre disponível para ajudar e com um amor tão grande e genuíno por aquela casa que nos comovia.
Seu Pedro serviu e dedico a maior parte da sua vida aquele teatro. Amava esta lá. Queria e necessitava estar no teatro como se necessita de oxigênio para viver.
Ali no palco, na platéia nas coxias, em horários de silêncio, quando os deuses descansavam de suas performances.
Seu Pedro "aguçava o silencio" e as visões surgiam. Era dele o privilégio de assistir ensaios maravilhosos com elenco celestial: Jesiel Figueredo, Meira Pires, Sandoval Wanderley e tantos outros que já não atuam neste plano. Era dele, desse ser iluminado o privilégio de presenciar essas conversar.
O teatro Alberto Maranhão, hoje fechado devido as péssimas condições físicas deveria abrir suas portas para prestar sua última homenagem ao amigo Pedro.
Vai viver essa nova fase Amigo  e obrigado por tantos momentos agradáveis, quando as vezes saía de casa só para ouvir sua voz doce e apaziguadora.
Rosinaldo Luna

sábado, abril 15, 2017

Paixão de Cristo, Paixão do Mundo 2017


Sou um artista militante. Militante do palco, militante da arte e observador de tudo que possa acrescentar ao meu trabalho de teatro. Tem sido assim desde algum tempo. Por isto me aventuro por algumas áreas da artes, sem nenhuma pretensão, tão somente pensando no todo. Na finalização do meu trabalho de diretor. Função esta que venho descobrindo ser uma coisa maior que meu desejo de subir no palco e interpretar, apesar de tudo girar em torno desse meu ator inquieto. 
Ontem tive o prazer de estrear a quinta temporada da #PaixaodeCristoPaixaodoMundo em São Paulo do Potengi.
Colocar no palco cerca de 50 (não)atores, crianças e atores profissionais convidados e fazer tudo ser sintoniaXaçãoXemoção não foi fácil, principalmente pelo curtíssimo tempo que tivemos para estruturar cenas, fabricar acessórios de cena e etc.
Contei com a garra dos integrantes do grupo Teatro Potengiense e mais um grupo de jovens convidados da cidade de Riachuelo, mais precisamente do distrito de Cachoeira do Sapo comandados pelo amigo Clenilson. Ele deram um brilho especial ao trabalho. Jovens ativos, alegres, felizes e comprometidos. Foi lindo.
Por outro lado, emocionou-me a entrega dos atores profissionais, Edmercio Pereira e Adriano Rodrigues, atores convidados para abrilhantar o trabalho. 
Além do banho de interpretação de dois grandes atores potengienses: Carla Vanessa (Maria) e Anderson Leandro (Satanás) confirmação do meu olho para bons atores. Porém usando esses dois como exemplo desejo homenagear a todos os grandes que estiveram em cena.
Foram inúmeras pessoas, inúmeros parceiros que contribuíram para tudo saísse bem e eu quero agradecer a cada um que por esses cinco anos estiveram juntos. Obrigado.
Confiram as imagens do espetáculo de ontem.

Rosinaldo Luna

LINKS DE NOTICIAS

http://www.blogdosilverioalves.com/2017/04/vai-ser-hoje-14-grupo-de-teatro.html

https://spp-noticias.blogspot.com.br/2017/04/paixao-de-cristo-e-encenada-em-sao.html


IMAGENS DE PAIXÃO DE CRISTO PAIXÃO DO MUNDO 2017
















sábado, março 18, 2017

Cristo Nosso Senhor

Hoje aconteceu em Natal o encontro do elenco do longa metragem paraibano Cristo Nosso Senhor que começa a ser rodado dia 02/14 nas dunnas de Genipabú.


A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado e filho
Atriz Marina Gadelha e Flávio assinam contrato com a COPROCENCINE-PB

A historia da vida de Cristo contada por atores do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco.

O diretor do projeto e roteirista Josinaldo Ferreira vem há alguns anos produzindo de forma independente cinema no nordeste e nesta montagem fará locações em Natal, Carnaúba dos Dantas, Prais do RN e na cidade cenográfica de Nova Gerusalém.
No elenco atores dos três estados e de mais quatro cidades do RN. Natal, São José do Mipibú, Parnamirim e São Paulo do Potengi.
Um viva a sétima arte.

domingo, março 12, 2017

O The Weeknd tá curtindo muito em outro planeta no clipe de “I Feel It Coming”

Outra novidade musical para a gente! Na madrugada desta sexta-feira, 10 de março,The Weeknd fez a nossa alegria e lançou um clipe para a música “I Feel It Coming”, do seu CD mais recente, “Starboy”!

O vídeo é ambientado no espaço e mostra o cantor se curtindo bastante num planeta desconhecido. Ele encontra uma mulher e começa a gostar dela, maaaaas… aí só assistindo para saber.

E a aparição do Daft Punk no fim? Amamos! O duo eletrônico também faz participação na própria “I Feel It Coming”.


Transcrito:PONTO ZERO

Love: segunda temporada já está disponível na Netflix


A série Love teve os 12 episódios da segunda temporada liberados nesta sexta-feira pela Netflix. Criação de Judd Apatow (Descompensada e O Virgem de 40 Anos) a produção original mostra Gus (Paul Rust), um aspirante a roteirista em Hollywood que conhece a produtora de um programa de rádio Mickey (Gillian Jacobs). Eles não têm nada a ver um com o outro, mas acabam se apaixonando.

No entanto, as diferenças são gritantes e a série mostra a luta dos dois (Gus é abobalhado e medroso e Mickey é instável emocionalmente e intensa) para ficarem juntos e serem felizes.
Os episódios têm 40 minutos. Confira o trailer:


Dois filmes para se ver breve.

Resultado de imagem para Nísia Floresta
2017 começa com novidades na área do áudio visual. Dois filmes em pre produção prometem agitar o cenário cinematográfico potiguar e paraibano. De um ado o curta metragem #NISIAPOEMAALÉMDAFLORESTA, do cineasta Nilson Elói que conta a historia da escritora e uma das feminista mais importante do Brasil, Nísia Floresta. O filme tem estreia prevista para o segundo semestre na frança e no RN, na cidade natal da escritora e está agitando o meio cinematográfico. Além disso atores iniciante estão tendo a oportunidade de fazer preparação de elenco com a respeitadíssima preparadora de elenco e diretora Márcia Lhoes. 




Resultado de imagem para Poncio Pilatos Do outro o longa metragem do paraibano Josinaldo Ferreira  #CRISTONOSSOSENHOR que reúne atores do Rn, PB e Pe unidos pelo desejo de fazer cinema. Cristo Nosso Senhor é o terceiro filme produzido de forma independente pela COPROCENCINE-PB, produtora que tem sua base na cidade de Sapé?PB e que produz seus filmes de forma cooperativa. Neste filme estão atores oriundos do grupo Teatro Potengiense: Nerivan Silvestre, Joab Araujo, Geraldo Santos, Jefferson Dantas, Francisco Arielton, Celso Araújo dentre outros além d atores de Natal.
Nos dois casos tenho o prazer de estar também interpretando e assino a produção de elenco, adereços de época de Nísia Floresta e no Cristo Nosso Senhor faço produção de elenco.
Vamos em frente, são dois filmes para se ver em breve. Viva o áudio visual nordestino.
Rosinaldo Luna

sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Neurotemas

Resultado de imagem para neurologia

Minha métrica não é linear
Não tem simetria comum.
Ela é casual,
“É” traços de mim.

Minha rima não tem nada de poética
Nem de Cesar, nem de Gélsons, muito menos de Jadinhos.

Minha poesia “é" só meus “neurotemas”.
As vezes com cheiro de sexo, as vezes apenas tensão, ou não.
Mas minha poética é como eu.
Inteira, verdadeira e muitas vezes sub ou mau entendida.

Rosinaldo Luna

Fevereio/2017

segunda-feira, fevereiro 06, 2017

Lady Gaga faz apresentação toda rock oitentista cheia de sucessos no Super Bowl

FINALMENTE! Lady Gaga acaba de se apresentar no show do intervalo do Super Bowl neste domingo, final da liga de futebol americano!

Como era especulado, Gaga começou mesmo sua apresentação no teto, e com vários drones iluminando o céu — outro boato confirmado!

Poker Face”, um dos primeiros singles de sua carreira, deu início ao show logo depois que ela pulou lá de cima e se jogando na galera! Olha a roqueira! Olha o pop de raiz! Hahahaha!


Tudo na apresentação de Gaga lembrava aqueles shows de rock dos anos 80. Não só o pulo na galera, mas também a maquiagem no rosto com glitter, o teclado que ela amarra no corpo como se fosse violão e sai “rocking”, o cenário, a energia da plateia que pula e faz coreografia e acende luzes…

Depois de “Poker Face”, vem o “Born this Way” com váaaaarios dançarinos no palco e uma coreografia bem legal!

Depois veio outro grande sucesso: “Telephone”! Aaaaaaah! Não teve Beyoncé não, tá? Inclusive Gaga não chamou convidados para a performance! Foi Gaga, Gaga e só Gaga na responsa de comandar o show. E ela deu conta do recado muito bem!
Sabe o que mais teve? “Just Dance”! Simmmmm, primeiríssimo single de Gaga!

Seguido logo depois de “Million Reasons”, do mais recente álbum “Joanne”, para deixar o clima mais calminho e emocionante. Todo mundo com luzinha na mão! <3 o:p="">

E de repente… “Bad Romance”, socoooooooorro! Hino! O pessoal na platéia também arrasou nessa parte, com coreografia e tudo; ficou incrível! Todo esse pessoal fazendo parte do show também lembrou bastante esses shows de rock das antigas. Com esse single, Gaga encerrou sua apresentação, que passou longe das músicas do “ARTPOP”, perceberam? Fim, acabou!

Não teve vestido de carne, não teve entrada dentro de ovo e não teve extravagância: foi uma apresentação bem anos 80, homenageando a era e mesmo assim mesclando o pop que Gaga tão bem sabe fazer!

O que vocês acharam?

Se fizer disco com músicas de Chico, Elba deve focar obra com novo olhar

Elba Ramalho acalenta há anos o projeto de um álbum somente com músicas deChico Buarque. Desde 2010, a cantora paraibana já vem falando com mais frequência sobre a ideia deste disco. Se enfim concretizar o projeto fonográfico neste ano de 2017, como cogita, a artista deve focar a obra do compositor carioca com olhar contemporâneo. Desde a década de 1970, Elba já cantou muitas músicas deChico Buarque em discos e, sobretudo, em shows. Por isso mesmo, corre risco de se repetir caso não se junte a produtores musicais arrojados como, por exemplo, Yuri Queiroga e Luã Mattar, pilotos do último (excelente) CD de estúdio da cantora, Do meu olhar pra fora, editado em 2015. O enfoque de Chico precisa ser novo.

Elba é cantora de voz e veia teatral. É intérprete talhada para encarar o cancioneiro de Chico, mas fazer um disco com as músicas do compositor é projeto volta e meia realizado por algum cantor ou cantora. Até pela forte conexão com a obra de Chico, Elba precisa ir além do já feito, revisitando este cancioneiro sem obviedades na seleção do repertório – não há razão para regravar músicas já tão bem gravadas pela própria Elba – e com um olhar para fora que faça o álbum oferecer uma visão menos previsível da obra do compositor e, assim, manter o alto nível da discografia recente de Elba. Cacife para a empreitada é o que não falta a Elba.

Prêmio SESC de Literatura 2017

literatura

II – INSCRIÇÃO
1- Em cada inscrição o candidato deverá enviar um livro inédito, ou seja, que nunca tenha sido publicado. Entende-se por publicação o processo de edição de uma obra literária e sua distribuição em livrarias ou pela internet, ainda que o livro não possua número de registro no ISBN. Obras  lançadas em plataformas digitais não poderão ser inscritas, ainda que disponíveis para download gratuito.
2 – O candidato não poderá ter nenhum livro publicado na categoria em que se inscrever. Cada concorrente poderá participar com apenas uma obra em cada categoria. Caso participe em ambas categorias, as inscrições deverão ser realizadas separadamente.
3 – A obra deverá ser anexada à inscrição online, cujo formulário está disponível no site www.sesc.com.br/premiosesc.
4 – Orienta-se que o texto seja digitado em fonte Times New Roman tamanho 12, estilo normal, na cor preta; parágrafo de alinhamento justificado; espaço entrelinhas duplo; todas as margens 2,5. O arquivo deverá estar no formato Word 2007 em diante (.docx). Arquivos em outros formatos não serão aceitos.
5 – A obra enviada na categoria CONTO deverá ter entre 140 mil e 400 mil caracteres com espaços. A obra enviada na categoria ROMANCE deverá ter de 180 mil a 600 mil caracteres com espaços. Entende-se por ROMANCE uma narrativa ficcional longa. E por LIVRO DE CONTOS um conjunto de narrativas ficcionais curtas. Não serão aceitas inscrições com apenas um conto. Na obra de contos, cada CONTO deverá ser iniciado em uma nova página, bem como cada capítulo do ROMANCE deverá ser iniciado em uma nova página. Inscrições fora desses parâmetros serão invalidadas.
6 – A obra deve conter apenas textos, sem ilustrações, gráficos ou quaisquer tipos de imagens, sem rodapés ou numeração de páginas. Inscrições fora desses parâmetros serão invalidadas.
7 – Na primeira página da obra a ser anexada deverá constar o título e um pseudônimo, a fim de garantir a lisura no processo de julgamento. O nome do arquivo deve ser apenas o título da obra inscrita, sem o nome verdadeiro do candidato. Em nenhum local da obra ou no nome do arquivo poderá constar o nome verdadeiro do candidato, caso em que a inscrição será invalidada.
8 – As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 09 de janeiro até as 18h do dia 17 de fevereiro de 2017. Não serão consideradas inscrições após esse período.
9 – Após a realização da inscrição, é permitida a substituição do arquivo com o texto. Essa alteração pode ser realizada no site  ww.sesc.com.br/premiosesc, até o dia 17 de fevereiro de 2017. Após esse prazo não poderá ser feita alteração na inscrição.
10 – A validação das inscrições estará disponível no site www.sesc.com.br/premiosesc a partir do dia 25 de fevereiro de 2017. Caso a inscrição não tenha seguido rigorosamente o edital, será invalidada, com a discriminação do que não foi cumprido. Não caberão recursos para obras invalidadas.
III – JULGAMENTO
1 – As obras inscritas serão analisadas por subcomissões julgadoras compostas por escritores, especialistas em literatura, jornalistas e críticos literários, definidos pelo Sesc. A fim de se manter o sigilo no processo de julgamento, as obras pré-selecionadas serão divulgadas apenas com o resultado final.
2 – A comissão julgadora final concederá o Prêmio Sesc de Literatura 2017 a uma única obra em cada categoria.
3 – O critério para análise e seleção das obras inscritas é o mérito literário, cabendo ao júri final a decisão, que será soberana e não suscetível de apelo.
IV – PREMIAÇÃO
1 – O resultado do PRÊMIO SESC DE LITERATURA 2017 será divulgado em junho de 2017.
2 – O vencedor de cada categoria terá sua obra publicada e distribuída comercialmente pela editora Record, com uma tiragem inicial mínima de 2.000 exemplares. Cada vencedor assinará contrato de publicação com a editora, que ficará responsável pelos termos de edição.
3 – O Sesc irá adquirir um mínimo de 1000 exemplares da primeira edição de cada obra vencedora, para utilização em ações culturais e inserção no acervo das bibliotecas da instituição.
4 – A cerimônia de premiação tem data prevista para novembro de 2017.
5 – O autor vencedor de cada categoria poderá participar de lançamentos da obra em eventos culturais promovidos pelo Sesc, que assumirá os custos de locomoção, alimentação e estadia do escritor.
V – DISPOSIÇÕES GERAIS
1 – As inscrições para o PRÊMIO SESC DE LITERATURA 2017 são gratuitas.
2 – É vetada a participação de funcionários, estagiários e parentes em até segundo grau de funcionários da Record, do Sesc, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo e Federações do Comércio, do Senac, bem como de todos os envolvidos no processo de julgamento do concurso.
3 – Os vencedores de edições anteriores não poderão se candidatar novamente à premiação em nenhuma das categorias.
4 – Será de responsabilidade do candidato o compromisso de que o texto inscrito seja inédito. Caso seja constatada sua publicação prévia, a inscrição será invalidada.
5 – Não serão aceitas inscrições de obras póstumas. A coautoria será aceita apenas para ROMANCE, sendo permitida apenas para dois autores.
6 – Será permitida a inscrição de obra cuja pequena parcela do conteúdo tenha sido publicada em blogs pessoais ou revistas eletrônicas, desde que não ultrapasse 25% do total.
7 – Nenhuma obra enviada será devolvida aos candidatos.
8 – O autor vencedor de cada categoria terá direito a passagem aérea e estadia pagas pelo Sesc para comparecer à premiação, sem direito a acompanhante. A companhia aérea e o horário do voo para a premiação serão definidos pelo Sesc, que também irá definir o hotel e o número de pernoites a que os dois vencedores terão direito.
9 – Antes de anexar o arquivo com a obra, o candidato deverá clicar no termo de aceite, indicando que concorda com os termos do Edital.
10 – Caberá ao candidato indicar, na inscrição, um e-mail válido e que não proteja de spams mensagens enviadas pelo domínio *.sesc.com.br. O Sesc não se responsabiliza por mensagens não recebidas em virtude de quaisquer questões técnicas referentes ao e-mail do candidato, tais como como caixa de entrada cheia, programas anti-spam ou servidor fora do ar.
11 – Não é permitida a inscrição de menores de 18 anos, bem como de autores brasileiros residentes no exterior.
12 – Informações adicionais e dúvidas sobre o Prêmio Sesc de Literatura 2017 podem ser obtidas pelo e-mail: literatura@sesc.com.br.
via Site SESC Literatura

Ministério da Cultura quer priorizar projetos do Nordeste na Lei Rouanet


maria-do-ceu-748x410.jpg
Maria do Céu é a chefe da representação do Mnistério da Cultura no Nordeste (Foto: Divulgação)

Artistas e empresas ou órgãos de natureza cultural inscrevem os projetos. No geral, pessoas físicas podem ter até dois projetos e jurídicas até cinco, mas esse número pode aumentar para quatro e dez, respectivamente, se os proponentes conseguiram captar e movimentar recursos em 33% das suas propostas anteriores. Com a proposta do Ministério da Cultura, uma pessoa que possa inscrever até quatro projetos, por exemplo, amplia esse limite para seis se for no Nordeste, no Norte ou no Centro-Oeste.
Se os projetos forem aprovados, começa a fase de captação dos recursos com pessoas físicas e jurídicas que queiram incentivá-las para reduzir o Imposto de Renda – incentivo que pode ser do total dos recursos investidos para os que são de artes cênicas, construção e manutenção de salas de cinema e teatro e exposições, por exemplo, ou de percentuais que vão de 30% a 80% de renúncia dependendo do tipo da proposta cultural. Hoje, segundo o ministério, a taxa de projetos que conseguem a captação tem sido de metade dos admitidos. Em 2016, o teto para proponentes pessoas físicas foi de R$ 652.485,50 e para empresas, R$ 39.149.130,03.
Um dos trabalhos desenvolvidos por Maria do Céu na representação tem sido conversar com empresários e disponibilizar os técnicos do ministério para esclarecer dúvidas e levar informações sobre a Lei Rouanet, tentando estimular a participação deles. Segundo a chefe da representação no Nordeste, além da dificuldade da aprovação do projeto e da captação dos recursos, há ainda a barreira da prestação de contas. “O artista não é empresário. É muito burocratizado”, criticou. Há, porém, a intenção de facilitar esse processo através da internet.
*Com informações do NE10